Ser uma mulher de valor

valor 2

Nós mulheres devemos nos questionar quais são os princípios e os valores que têm regido nossas vidas para descobrir nosso real valor diante de Deus e do mundo. Devemos lembrar que fomos criadas com uma missão especial para ser alguém cujo valor exceda ao das pérolas. Para isso, há alguns exercícios que podem ajudar:

  1. Se questionar “O que estou buscando? ”;
  2. Traçar um projeto de vida;
  3. Achar um sentido mais profundo;
  4. Rever esse projeto quando necessário para se manter no caminho certo.

É claro que esse exame de autoconhecimento não pode ser realizado de qualquer modo, pois deve ter fundamentos sólidos a regê-lo, sendo o principal fundamento o Amor.

Poderia tecer muitos comentários no que se refere ao Amor, entretanto, por hora, basta entender que o Amor é algo que transcende, sai de si e frutifica. O antônimo de Amor seria exatamente o egoísmo e o fechar-se em si mesmo.

É certo que, se não nos esforçamos, tendemos a pensar mais em nós. Precisamos ter firme em nossa mente, no entanto, que o nosso valor, como reflexo do amor, se expressa por aquilo que temos a oferecer à nossa família, aos nossos amigos, ao mundo!

Assim, a pureza surge como uma solução para encontrar esse valor altruísta. Entenda: pureza é no sentido de purificar o amor.

Infelizmente, muitas vezes a pureza tem sido uma virtude mal compreendida. Ela significa ser sem mancha, limpo. É por meio da pureza que se consegue ordenar o amor. Até porque, antes de se doar para o próximo, precisamos saber o que realmente possuímos.

Ter domínio dos pensamentos, das tuas palavras, dos teus atos: é isso que trará a verdadeira ordem à tua vida e que refletirá o teu real valor!

valor 3

“Se soubesses o que vales! É São Paulo quem te diz: foste comprado por alto preço. E depois continua: glorifica a Deus e traze-O em teu corpo.” Ponto 135, Caminho

Do contrário, caso não guardamos a pureza e o domínio de si, seremos escravos de nós mesmo.  Nosso valor estará danificado, ofuscado pelo nosso egoísmo.

Outro ponto importante ao tratar da pureza, é o resguardo da nossa intimidade. Temos que pensar que somos uma joia valorosa, e, como tal, precisamos estar guardadas em uma caixinha adequada e não em saquinho plástico qualquer. Uma joia, quando tratada como bijuteria, acaba não tendo seu verdadeiro valor reconhecido. E aí que entra a questão da modéstia que tanto falamos, como uma forma de resguardar a dignidade da mulher e, consequentemente, ressaltar o seu valor.

valor 4

Coco Chanel tem uma excelente frase que diz “Vista-se mal e notarão o vestido. Vista-se bem e notarão a mulher. ” No mundo de hoje, eu ainda complementaria dizendo que caso se vista sem modéstia, repararão o teu corpo, enquanto deveriam reparar na tua personalidade e no teu valor como mulher.

E, por fim, além da pureza, gostaria de destacar o senso de magnanimidade que precisamos ter. Isso significa estar por cima de toda frivolidade, pequenos rancores, mesquinharia, preconceitos e inimizades. Falar de magnanimidade exige reconhecer seu verdadeiro valor, sem deixar de ser modesto. Seria o que chamam de “ser uma mulher bem decidida”.

“A mulher de valor, quem a encontrará? Ela é muito mais preciosa do que as joias” (Pr 31,10)

adcf9e6d076da534319a05f2c309d47bPostado por Letícia Braga.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s